Postagens
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon

nutrição evolutiva

Você conhece seu intestino?



Sempre uso a imagem de um carro para contribuir de uma maneira bem fácil, o quanto sabemos do motor e do funcionamento de um carro, mas não temos idéia, de como funciona nosso organismo.

Nosso intestino é uma parte muito interessante, ele faz parte de nosso sistema digestório, que inclui boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus.

Tem cerca de 8 metros, quase a mesma extensão do cérebro. Do intestino também faz parte os órgãos digestórios acessórios como dentes, língua, glândulas salivares, fígado, vesícula biliar e pâncreas.

Alguns órgãos acessórios não entram em contato direto com o alimento, mas em seu caminho até o estágio final, contribuindo com as glândulas, sais biliares, enzimas, etc.

Tudo ali em decorrência da transformação mecânica a química gera os nutrientes que chegaram aos capilares sanguíneos na mucosa do intestino.

O que não vira nutriente segue seu curso dentro do tubo e é excretado.

Mas para chegar até a excreção, é preciso acertar os nutrientes corretamente ao que se refere as necessidades diárias de cada um, e para isso também contamos com a classe trabalhadora desse grande órgão que são os Pro bióticos.

Esse nome tem ascendência do Latim de “PRÓ-VIDA”, essa vida são organismos vivos, são especificadamente bactérias que estão alojadas em sua maioria em nosso intestino, lá se encontram bactérias, ou pro biótico, pró vida e as bactérias patológicas.

Se você tem esse balanceamento do “pró vidas “em seu intestino, você vai esplendorosamente muito bem obrigada, mas caso não, já temos alguns problemas.

A alusão a figura do carro começa aqui, sabe aquele aditivo poderoso que vc coloca no carro para a máquina funcionar melhor, pois é, são os probióticos.

Esse reequilíbrio se adquiri não exatamente com toda alimentação industrializada, não com poluição, não com excessos e também stress crônico que temos já em boa parte da população em geral, com isso temos radicalmente uma baixa proliferação e escasso consumo de probióticos em nosso sistema digestório.

Essa população de bactéria, porque são inúmeras, que aumentam significativamente o valor nutritivo e terapêutico dos alimentos, ocorre maior produção e absorção de vitaminas do complexo B e aminoácidos fundamentais do Sistema imune e neurotransmissor aumenta a absorção e fixação de cálcio e ferro, além de outros minerais.

Eles também fortalecem o sistema imunológico, através de maior produção de células protetoras, portanto há redução de risco de cânceres, e doenças infecciosas, e possuem efeito funcional no organismo, equilibrando a flora intestinal atuando na capacidade do organismo de desintoxicação de excessos de venenos.

Possuem uma particular importância á lactose devido ao aumento de enzimas digestivas para esse macro nutriente.

Como microrganismo os probióticos normalmente são termos sensíveis e tem pouco tempo de vida, por isso mesmo devem ser mantidos e refrigerados até serem ingeridos ou integrados aos alimentos. Vão para o intestino e ali se integram a flora já existente, sem se fixarem, mas auxiliando no trabalho de absorção dos nutrientes.

Essa é a vida nos dando várias oportunidades em ver que tudo aparece, e tudo pulsa, desde o Universo de dentro e para contribuir ainda mais com esse processo com os probióticos, alimentação balanceada, água de boa qualidade,ingerir mais produtos da feira, que são os Pré Bióticos (Pré vida), folhas, frutas, colocando o exercício em evidência no nosso cotidiano, respirar,a vida pulsa com mais precisão e com muito mais nutrição!

#alimentação #probiotico #intestino #emagrecer #reeducaçãoalimentar #equilibrio